Gostou do Artigo ?
Subscrever Notícias do Dia

Catarina Furtado, apresentadora da RTP1, concedeu uma entrevista à revista “Nova Gente” que tem tinta para correr.

A apresentadora que construiu uma carreira de televisão sempre com a sua veia solidária e com provas dado disso, revela agora um momento de revolta quando esta ainda era criança.

O momento aconteceu quando estava a fazer voluntariado com duas crianças com trissomia 21 e passou-se com uma das senhoras que abordaram.

“Pedi um dia para fazer voluntariado, tinha nove anos, e a minha mãe deixou-me. A minha função, no fundo, era levar um ou dois jovens especiais, com trissomia 21, à água na praia, dar a maçã da manhã, pôr o creme protetor, esse tipo de atividades normais de uma colónia de férias”, começa por revelar.

Catarina Furtado aconteceu que tudo aconteceu quando um dos jovens que a acompanha que cumprimentar duas pessoas que estavam na praia e onde uma dessas pessoas respondeu “tire-me isto daqui”.

A jovem Catarina, com apenas 9 anos na altura, reagiu: “Naquele momento, a única coisa que consegui fazer foi, fruto da indignação, cuspir na cara da senhora. E desatei a fugir”, confessou.

Gostou do Artigo ?
Subscrever Notícias do Dia